Prévias das divisões: ACC

31 08 2009

ATLANTIC DIVISION

 

Boston College – Eagles

Pontos fortes : Com uma linha talentosa e experiente , liderada pelo OT – Anthony Castonzo , será o destaque esse ano , deixando uma uma segurança para seu novo quarterback que ainda esta indefinido após a transferência de Dominique por conta de problemas acadêmicos. Já no jogo corrido que não foi muito bem ano passado , conta com Montel Harris que teve 900 jardas e 5 TD , Haden correu 459 jardas na temporada passada.A dupla pode ir bem esse ano especialmente pelo fato de correr atrás de uma linha ofensiva muito experiente. 

Pontos Fracos : B.J. Raji and Ron Brace os 2 melhores DT da liga , ano passado Boston tinha a melhor defesa contra o Rush Pass na ACC e terceira em sacks. Com a saída dos principais jogadores , os Eagles perde muito e terá que fazer milagre para conseguir alguém a altura , A secundária é o elo fraco do time no momento , mas conta com Herzlich e Mike McLaughlin uma dupla de LB talentosa .Em maio Herzlich o Playmaker da Defesa e Melhor LB da ACC , foi diagnosticado com câncer basta o que diminui em potencial a defesa. 

Previsão (6-6) :  Boston College luta contra suas limitações defensivas e terá de encontrar os substitutos para Raji e Brace , mesmo assim os olhares estão para o novo quarterback Codi Boek , que tem a função de acabar com toda essa desconfiança posta emcima dele e fazer os Eagles esquercer o Matt Ryan , o momento agora é desenvolver o quaterback e esperar , porque esse ano Boston não tem um time tão sólido para ganhar o titulo ACC.  

 

Florida State – Seminoles 

Pontos fortes : O quaterback dos Seminoles é tido esperança , Christian Ponder que teve 13 TD e 14 INT , na temporada passada , não mostra números confiaves , mas tem experiência de sobra para conseguir mudar a ultima impressao . A jovem linha ofensiva tem como nome Rodney Hudson um dos melhores Guards da liga ,  que tem como objetivo facilitar a vida de seu running back , Jermaine Thomas que correu 482 jardas , 69 carries e 3 TD , caso ele se matenha regular , poderá ser peça chave. 

Pontos fracos : Nos últimos anos quem manteve florida um adversário respeitável , foi sua defesa , que sofreu algumas baixas com a saída de seus principais jogadores como Everette Brown e Neefy Moffett , sem contar parte de sua secundária , mas há jovens com talento necessário para suprir a deficiência , pode um demorar  para voltar ser uma forte defesa como foi no ano passado , nada como o tempo. 

Previsão (8-4) : Parte da preocupação cai emcima da defesa ou seja , o quanto pode demorar para voltar ser aquela que foi a décima quinta melhor do país . O experiente linebacker Dekoda Watson ganhou status de estrela , acompanhado do defensive end Kevin McNeil que não tem o mesmo nível do Everette , mas pode causar um certo estrago no backfield. Ano passado Florida produzia 3 sacks por game , o que realmente motivava a secundária , esse ano o trabalho será mais difícil uma vez que parte do time mudou .

 

Maryland – Terrapins 

Pontos fortes – O coach Ralph Friedgen , acredita na experiência do seu QB – Chris Turner , que anotou 1969 jardas e 7 TD e 7 int , números que passa longe do consistente , quarterback que Friedgen espera esse ano. Em seu ultimo ano na liga , Turner terá que jogar sem seu alvo mais confiante , Darrius Heyward-Bey draftado pelos Raiders. Mesmo assim opção não falta , Torrey Smith é seu wr mais experiente , com 3 TD e 336  jardas na temporada passada , sem contar com os jovens Ronnie Tyler, Emani Lee-Odai e LaQuan Williams pode aparecer como surpresa. Os Terrapins não tem muito o que se preocupar em termos de passe , porque essa temporada quem deve liderar mesmo o time será Da’Rel Scott que em 2008 teve  números impressionantes  1.133 jardas e oito td´s. Correndo por fora como backup de Da´Rel aparece , Davin Meggett e Morgan , a capacidade dos 3 é indiscutível e a deles não será bem vindas em campos adversários. 

Pontos fracos – A defesa que não era das melhores perdeu seus principais jogadores , o que não é bom para começar . O lineback Alex Wujciak é um quem vai liderar essa secundária , com 133 tackles na temporada passada terá que conduzir uma defesa , que tem uma deficiencia o pass rush , com a saída dos cornerbacks Corners Anthony Wiseman e Jamari McCollough a qualidade do time cai , pressionando ainda mais a secundária , esse ano Maryland fará de tudo para pagar a má impressão deixada por sua incapacidade em evitar os passes adversários.  

Previsão (7–5)  Essa Temporada os Terrapins tem como ponto de partida seu ataque , qualquer sucesso por parte dele não será surpresa. Turner em seu ultimo ano , procura finalizar sua temporada com honra e touchdowns . No entanto dependerá bastante de sua linha ofensiva , o entrosamento entre os OT- Bruce Campbell e Phil Costa , será peça fundamental para facilitar a vida do Turner , a pergunta é se eles vão ter talento para conseguir lidar com defesas talentosas , as expectativas são as mais modestas possíveis

 

Wake Forest – Demon Deacons

Pontos fortes – Essa temporada o ataque dos Deacons , será quem vai garantir as vitórias , Riley Skinner está de volta , e vai mostrar mais uma vez porque um dos quarterbacks mais preciso da NCAA ,.na temporada passada ele conseguiu , 64% de passes para 2.347 jardas e 13 touchdowns. Com Brandon Pendergrass e Josh Adams . Wake forest essa temporada conta com inúmeras armas para seu ataque , Adams deverá ser o starter dessa temporada , já que em 2008 ficou parte da temporada lutando contra lesões , em seu lugar corria Pendegrass que anotou 528 jardas . Com poucos wides confiáveis como D.J. Boldin Brinkman e Chip , se destaca Marshall Williams 390 jardas e 2 touchdowns , correndo por fora , em seu primeiro Terence Davis e Chris Givens que poderá causar ameaças aos starters. 

Pontos Fracos : Aaron Curry , era uma estrela nesse time e na liga ,  com a sua saída a secundaria perdeu muito e para piorar sem Afonso Smith e seus interceptações , os Deacons terá que correr para repor talvez a altura , a secundária é a maior preocupação. Ghee Brandon Smith é o corner cotado a ser o novo Afonso Smith , mas sua inexperiência poderá gerar uma certa duvida . O Coach Grobe terá que descobrir uma combinação de jogadores , para conseguir explorar o melhor da sua equipe , será difícil pois com a saída de Curry e Afonso , a sua defesa provavelmente não será tao boa quanto a do ano passado. 

Previsão (7-5):  Desde que Grobe assumiu o cargo de treinador dos Deacons , sempre conseguiu mesclar grandes talentos em seu time . Esse ano o ataque terá atenção especial , uma vez que as expectativas estejam sobre ele . O sucesso dependerá da linha ofensiva que é experiente , pior que a temporada passada não pode ser , isso é pode ser um fator para motivar a equipe . Caso  o ataque consiga números razoáveis , e a defesa consiga superar parte da perda das suas estrelas , um bowl  poderá aparecer como recompensa.

 

Clemson – Tigers . 

Pontos Fortes : Candidato ao troféu heisman , CJ Spiller ficou a um passo de se declarar ao draft da NFL , mas acabou não indo na ultima hora . melhor para Clemson que o tem como maior estrela do time. Sem CJ , os Tigers teriam grandes problemas no ataque corrido. A volta de 7 jogadores para a defesa vai ser de grande ajuda , os corners Crezdon Butler e Chris Chancellor foram responsáveis para ajudar a equipe figurar a décima quinta melhor contra passes , outro destaque para Kavll Conner  que o ultimo ano liderou a esquipe com 125 tackles. 

Pontos Fracos : A defesa que tem enormes dificuldades em forçar sacks , as esperanças recaem sobre o DE – Ricky Sapp , que no ultimo ano não teve boas atuações. O jovem Da’quan Bowers aparece como uma boa aposta , uma vez que o jogador ganhou o premio de mvp do gator bowl.O Novo coordenador defensivo Kevin Steele , trabalha com defensores com grande força física , agora é questão de alguns jogos para perceber se os Tigers estão no caminho certo , a linha ofensiva não inspira muita confiança , cedendo muitos sacks na temporada passada. 

Previsão (8-4) : Como grande parte da equipe na temporada passada , o quarterback Cullen Harper também teve uma temporada decepcionante. Willy Korn recebe toda as expectativas para substituir Harper , Kyle Parker em seu primeiro ano na NCAA , também briga pela titularidade , talvez pode estar mais próximo , pelo fato de ter uma mobilidade melhor e noção de espaço , consegue uma boa movimentação no pocket . Após a saída de Aaron Kelly o wide que liderou a equipe com 67 recepçoes , 722 jardas para 4 TD , a responsabilidade cai sobre o experiente wide Jacoby Ford , que na temporada passada anotou 710 jardas e 4 TD. Clemson necessita de um outro wide ou um T.E para opção de passe. 

 

NC State – Wolfpacks 

Pontos fortes – O quarterback Russell Wilson , é a grande estrela desse ataque , na temporada passada lançou 17 TD e 1 INT , e consegiu 388 corridas , esse foi seus números como calouro . Wilson tem tudo para conseguir mais um bom ano , amparado por uma boa linha ofensiva,  que conta com a volta de 3 jogadores . O problema é que ele consiga ficar saudável a linha terá que fazer um trabalho melhor do que fez na temporada passada , aonde Russel foi sackado dezenas de vezes . 

Pontos fracos – Se os Wolfpacks tem realmente vontade de chegar em algum lugar , o precisa se concentrar em melhorar  contra o pass-rush. E como muitos colleges vem mostrando , a defesa ganha muitos jogos , até que algo prove o contrário , NC State precisa  melhorar. O time tem talento e conta com bons jogadores , como o LB – Nate Irving (80 Tackles e 2 Fumbles forçados ) e o DE – Willie Young ( 58 Tackles , 6 sacks e 1 INT ) , responsáveis por conduzir a defesa a uma boa temporada.

 Previsão (6-6) : Com o retorno de 7 jogadores para a defesa , existe uma expectativas de uma melhora , caso isso aconteça NC State pode estar apto a disputar a conferencia , e não apanhar como foi no ultimo ano , ficando em ultimo na sua divisão . Russel já mostrou que é um quarterback confiante , caso mantenha a regularidade e a sua linha ofensiva trabalhe de forma razoável , poderá ser uma pedra no caminho na ACC , os jogos non-conference são fáceis , logo poderá ser um animo para o time.

 

Coastal Division

 

Virginia Tech – Hokies 

Pontos Fortes – As maiores perdas estão na defesa, onde linebackers Purnell Sturdivant e Brett Warren, cornerback Victor Harris e defensive end Orion Martin. Felizmente o head coach – Frank beamer , tem talento o suficiente para repor esses jogadores. O DE – Jason Worilds (62 tackles e 8 sacks ) aparece como o terror de muitos quarterbacks , a cada ano que passa Virginia Tech fica cada vez mais forte e se consolidando como potencia da ACC , a secundária se matem como uma das melhores do país. Cordarrow Thompson (27 tackles,3 sacks ) e John Graves ( 26 tackles,3 chutes blockeados ) são as estrelas desta defesa , que conta com backups talentosos como Antoine Taylor Demetrius Hopkins , com alguns ajustes os Hokies tem tudo para renovar o titulo da ACC. 

Pontos fracos – A defesa será pelo menos tão boa como foi no ano passado, mas o ataque tem que melhorar se o VT tem sonhos grandiosos. A boa notícia é que todos estão de volta. A má noticia é que no ultimo ano o ataque esteve longe de estar aceitável e esteve figurando estatísticas negativas da ACC. O Quarterback Tyrod Taylor esteve com alguns problemas de lesão em 2008 , anotou 1,036 jardas , 2 TD , 7 INT , números fracos , mas esse ano ele pode dar a volta por cima , em seu terceiro ano na liga. Com o Tight end Greg Boone e os receptores Boykin e Coale Danny volta, Taylor poderá entrar em campo mais confiante. Infelizmente o talentoso Running back , Darren Evans que em seu ano de calouro anotou , 1,265 jardas e 11 TD , acabou lesionando o tornozelo esquerdo , mas ele deve ser recuperar a tempo de atormentar muitas defesas. 

Previsão ( 10 – 2 ): Ganhar de Alabama em Atlanta em seu primeiro jogo , será determinante para os Hokies conseguir cofiança para as próximas partidas , em outubro uma maratona de jogos complicados , o reencontro com Boston College desde a final da ACC e o jogo contra Georgia Tech será determinante para VT , almejar um bowl importante. O ataque precisa melhorar bastante e se mostrar regular ao longo da competição , Taylor terá que mostra que pode ser sim uma grande a ameaça pois se os Hokies realmente tem como ponto de partida ser melhor do aque o ano passado , terá que ser no mínimo razoável no ataque , uma vez que renovar o Titulo da ACC esse ano pode ser um pouco mais complicado.

 

Geórgia Tech 

Pontos fortes – Os Yellow Jackets terminaram a temporada em quarto lugar da nação no ataque corrido. Jonathan Dwyer e Roddy Jones formam uma dupla fantástica no backfield e é quase impossível parar de ambos. A equipe faz uma média, de 5,5 jardas a cada tentativa,o mais impressionante é que todos sabem que eles vão correr e mesmo assim da certo. Quarterback Josh Nesbitt teve alguns problemas para executar , a running option , mas isso não o faz um corredor ruim , Paul Johnson tem o dever de solucionar alguns problemas na a linha ofensiva que perdeu dois de seus principais jogadores. Como opção de passe , Demaryius Thomas (627 jardas e 3 TD) surge como alvo confiável para solucionar os problemas para entrar na end zone. 

Pontos fracos –  GT , conta com a volta de oito jogadores para defesa , mas as perdas no ultimo ano foram grande. Infelizmente o problema de lesão é grande , Shane Bowen e outros jogadores da defesa perderam vários jogos por causa das contusões . Os grupo de linebackers liderados pelo experiente Sedric Griffin (53 tackles ) , terá que ser mais consistente caso estejam almejando algo a mais , as opções para a secundária é grande e com jogadores talentosos , algo que deixa coordenador defensivo Wommack Dave menos preocupado , o talentoso defensive end Derrick Morgan ( 51 tackles e 4 fumbles recuperados ) aparece como a estrela solitária em sua posição , a linha  tem jogadores com porte físico , porem precisa ser mais rápida.

Previsão ( 9 – 3 ): GT , atualmente tem um time o qual pode sim , brigar pelo titulo da ACC , seus próprios jogadores tem noção e que é possível bater a atual campeã , o time é ainda jovem , e para testa-los o calendário dos Jackets não é fácil. Dwyer, Roddy Jones, and Demaryius Thomas , tem como responsabilidade manter Geórgia como possível aspirante ao titulo da divisão. Se a Geórgia Tech conseguir reconstruir a linha defensiva e obter mais produção de Josh Nesbitt , o Head coach Paul johson vem fazendo um bom trabalho , que com seqüência , poderá trazer mais alegria aos para os torcedores da GT.

 

North Carolina Tar Heels 

Pontos fortes : A defesa nunca mostrou ser uma das melhores , mas tem potencial. Duas perdas foram significativas linebacker Mark Pascoal e safety Trimane Goddard , que faziam parte do time titular . A deficiência em causar pressão no quarterback na temporada passada foi um grande problema. Se NC State quer realmente atender as expectativas de crescimento, positivamente deve trabalhar com intensidade sua defesa contra passes. No entanto, o backfield defensivo será o destino de cada equipe até que possa provar o contrário. E não deve haver desculpas para o progresso em 2009. Tem talento, bons jovens, especialmente enrte os corners. Quan Sturdivant e Bruce Carter são os principais destaques da defesa. 

Pontos fracos : Quarterback T.J. Yates começou há seis jogos no ano passado e provou ser um relativamente consistente. Ele completou 60 por cento de seus passes e só jogou quatro intercepções. No entanto, isso foi quando ele estava passando a Hakeem Nicks, Foster Brooks e Tate Brandon.No momento Yates terá que procurar novos alvos , o coach Jones teve uma grande classe de recrutamento deste ano , e poderá contar com alguns calouros. O jogo passing attack deve ser decente, o ataque terrestre poderá ser uma história diferente. Shaun Draughn é uma volta decente, mas rushing attack da Carolina do Norte não era nada especial no ano passado e não vai ficar nada bem este ano, sem Guard Calvin Darity e o OT Garrett Reynolds. 

Previsão(8-4) : O ataque está cheio de potencial. Yates pode dar o próximo passo? Pode os Tar Heels encontrar receptores confiáveis que pode pelo menos ajudar a substituir Nicks, Tate e Foster? Se assim for, esta é uma equipe que pode ser uma grande surpresa e fazer mais do que apenas ganhar um bowl game. Carolina do Norte poderia ganhar a divisão,caso consiga vitorias sobre VT e GT.Talvez tudo isso não vai acontecer este ano, mas poderia muito bem. E se não acontecer agora, eles podem não levar muito tempo para virar uma potencia na tradicional ACC.

 

Miami Hurricanes – The U 

Pontos fortes – O ataque esteve longe de ser bom no ano passado, mas mas tem potencial para ser temido. Quarterback Robert Marve pediu transferência após alguns desentendimentos com seu treinador,e deixa seu backup jacory Harris para conduzir o ataque. Harris foi um quaterback muito eficiente no ano passado, completando 60,8 por cento de seus passes e jogando apenas sete interceptações. Sete intercepções podem soar como muito, mas Marve jogou 13. Harris tem o potencial para prosperar no novo programa coordenador ofensivo Mark Whipple-style. Mas Harris necessita de seus receptores para ser um pouco mais consistente. Travis Benjamin, Laron Byrd, Thearon Collier, Aldarius Johnson todos tiveram seus momentos como calouros, mas agora eles têm de se transformar em sophomores consistentes. O jogo corrido conta com Graig Cooper um running back talentoso , infelizmente Harris se encontra lesionado , e dee ficar afastado uns 4-5 jogos e agora tal responsabilidade recaem sobre os jovens e inexperientes Taylor cook e Cannon Smith. 

Pontos fracos – Como parte do ataque, a linha era muito jovem no ano passado também. Os jogadores mais experientes, OT Chris Rutledge e C Xavier Shannon, se formaram e precisam ser substituídos. Encontrar jogadores para preencher esses buracos pode ser um problema. A defesa também retorna oito jogadores o que é muito bom. O Linebacker Glenn Cook e o safety Reddick Anthony foram os dois principais tacklers do ano passado, mas eles também se foram. Há muitos jogadores prontos para reforçar o time, destaque para os linebackers Sean Spence e Darryl Sharpton. No entanto, como o ataque, a defesa é um grupo de jovens que simplesmente tem que ser mais consistente. Se o novo coordenador de defesa John Lovett pode fazer este grupo crescer rapidamente e encontrar um novo líder ou dois, a defesa dos Hurricanes não irá fazer um ano tao pífio como em 2008.

Previsão (9-3) : Miami terá que mudar sua postura esse ano , se quer realmente voltar aos velhos tempos , Se os jogadores de impacto em ambos os lados do time puder começar jogando como veteranos, este será um time perigoso em qualquer momento. Mas também pode jogar como underclassmen  facilmente e isso significa que eles podem perder alguns jogos que não deveriam , dificultando cada vez mai sua esperança de conseguir um bowl game melhor .O time de Miami foi intimidado por equipes maior porte físico, terminando na parte inferior da ACC.Os ‘Canes tem como esse ano de 2009 como um “laboratório” para 2010 , com um time mais experiente , a defesa sofre mais com a cobrança de regularidade uma vez que , seu passado ganhou campeonatos e produziu excelentes jogadores.

 

Virginia Cavaliers : 

Pontos fortes: Pelos números da defesa não foi tão espetacular no ano passado, mas há bastante jogadores para construir um bom time. O “front four” fez um trabalho sólido sobre o backfield adversário. Nick Jenkins, Nate Collins e John-Kevin Dolce são boas peças para a linha defensiva e o defensive end Matt Hawkins está de volta depois de três sacks como um novato e poderá se transformar em um grande pass rusher. Se os três da frente conseguire entrar no backfield, a secundária terá mais tempo para combater os passes. Cornerback Ras-I Dowling é provavelmente o melhor jogador da equipe e seu companheiro Vic Hall é um dos principais jogadores desta defesa,como safety Corey Mosley mostrou sinais de brilho como um calouro,esse grupo tem talento e profundidade para ser o setor mais forte do time. 

Pontos fracos: O problema na defesa sao os linebackers. No sistema 3-4, é extremamente importante para ter alguma qualidade, linebackers atlético. Virgínia teve certamente alguns desses no ano passado com Antonio Appleby, Jon Cooper e Clint Sintim. Agora, esses três já se foram, Sintim estará jogando na NFL e os Cavaliers têm três enormes buracos para preencher. Junior Denzel Burrell é a estrela solitária voltando e ele terá de surgir como o líder do setor. O ataque Bradley é esperado para substituir primeira rodada o 1st round Eugene Monroe. Ele é olhado como o backup de nível na offseason, mas precisa levar isso para temporada regular, a fim de evitar embaraços na linha. 

Previsão (7-5): A boa notícia é running back Mikell Simpson está de volta de lesão e quarterback Jameel Sewell deve estar de volta depois de perder o ano passado, por razões académicas. Sewell fez um trabalho decente em 2007 como o motor do time. O que vem deixando os fãs dos cavaliers mais frustrados é que os cavs perderam nove dos últimos 10 a Hokies, incluindo os cinco últimos com o Head coach Al Groh. O treinador, mais do que ninguém, tem que por um fim nesse jejum porque os torcedores já estao com sua paciência esgotada.

 

Duke  Blue Devils 

Pontos fortes – Para muitos, o defensivo Vince Oghobaase teria sido uma escolha no primeiro dia, se tivesse optado por entrar no draft-2009. Defesa de Duke corrida foi muito ruim no ano passado, mas ter um jogador como Oghobaase no meio da linha vai certamente ser útil. Tadeu Lewis é quarterback da Conferência, um jogador formado com talento e experiencia. O 6 senior jogou 2.171 jardas e 15 touchdowns no ano passado e poderia estar em uma grande temporada. No entanto, ele perdeu seu alvo favorito no Eron Riley. Riley pegou 61 passes e mais ninguém na equipe pegou mais de 30. No entanto, apesar dessa perda, a Blue Devils muitos receptores capazes. Johnny Williams deve ser o alvo principal, mas Donovan Varner, Austin Kelly e Sheldon Bell têm alguma experiência e vai ajudar a suavizar a perda de Riley.O tight end Brett Huffman não é uma opção ruim. 

Pontos fracos – A linha ofensiva tem sido sempre um problema para o Duke e agora eles têm de seguir em frente sem três starters. O Center – Bryan Morgan e Guard – Kyle Hill são jogadores bons para linha, mas Coach Cutcliffe precisa de mais qualidade na linha, para que ela se transforme em algo bom. Se a linha continua com sua habitual forma , o jogo corrido é péssimo. Jay Hollingsworth está de volta depois de correr pela equipe 399 jardas, um dos piores jogos de terra no país não vai ficar melhor por causa da experiência Hollingsworth’s. Só vai melhorar se a linha ofensiva realmente criar alguns espaços. 

Previsão (4-8) : Oghobaase não é o DT de qualidade nos blues devils.O Linebacker Rey Vicente registrou 109 tackles na temporada e terá de fazer milagres no meio da defesa Blue Devils. Se esses dois podem ajudar, a defesa Duke será melhor do que era no ano passado. No entanto, isso provavelmente não vai ser bom o suficiente para vencer seis jogos e ir para um bowl. The Blue Devils não vão a um bowl desde 1994 e, até mesmo na ACC aonde há um monte de jogos “vencíveis”, este provavelmente não será o ano em que irá terminar essa sequencia , resta os jogadores usar isto como inspiração e tentar mudar a situação. 

Rápida Analise da ACC. 

Boston College – Perdas consideráveis na defesa , afasta os Eagles da renovação do titulo da divisão Atlântica. 

Florida  – Expectativas de ganhar a divisao Atlantica apos o enfraquencimento dos Eagles. 

Maryland –  Da’Rel Scott é quem lidera o ataque dos Terapins 

Wake Forest  – Amparados por um dos quarterbacks mais preciso da ACC , Riley Skinner. 

Clemson – Após um ano em que CJ Spiller quase se declarou para o draft , ele volta para a alegria dos Tigers 

NC State  – Briga para uma colocaçao mais respeitavel , Russell Wilson terá de ficar saudável para poder repitir o ano de 2008. 

Virginia Tech  – Renovaçao de título é indispensável para seus torcedores , os Hokies vão provar mais uma vez que a defesa vence campeonatos. 

Georgia Tech  – Vai fazer de seu jogo corridor mais uma vez o terror da naçao , disputa o titulo da ACC. 

North Carolina  – Se conseguir sobreviver as perdas da sua defesa e o Yates conseguir novos receptores , poderá supreender. 

Miami – 2009 é o ano de arrumar a casa , indefinição de quarterback é o que preocupa seus torcedores , após a lesão de Jacory Harris , caso não consiga resolver tal , graig Cooper aparece como principal estrela do ataque. 

Virginia – Precisa primeiro ajustar seus jogadores ao 3-4 , para poder pensar em alguma coisa. 

Duke – Precisa mostrar que nao é um college só bom no basquete , Tadeu Lewis precisa de receptores confiáveis para conseguir levar Duke a algum lugar.





Prévias das divisões: Pac-10

31 08 2009

Continuando as prévias, trazemos hoje a Conferencia Pac-10 que tem Universidades de tradição como USC, Califórnia e UCLA.

 

Arizona Wildcats: Após voltar a jogar um bowl depois de 10 anos, os Wildcats vem buscando mais uma boa campanha e porque não, uma vaga em um bowl. O grande destaque da equipe é o QB Willy Tuitama, um dos melhores da divisão no ano passado tendo como principais alvos Mike Thomas que foi para a NFL e Rob Gronkowski que deve ter um grande ano. No jogo corrido, Nic Grigsby passou das 1000 jardas ano passado e busca repertir a marca atrás de uma boa OL que volta sem Eben Britton. Na defesa destaque pro jovem CB Trevin wade que teve um bom ano e deve melhorar e pro S Cam Nelson.

 

Arizona State Sun Devils: Com um time fraco, os Sun Devils buscam fazer uma campanha melhor que o 5-7 do ano passado, o time busca ir bem sem o bom QB Rudy Carpenter hoje no Dallas Cowboys, o QB titular será Danny Sullivan que não passa tanta segurança. A OL é fraca e o jogo corrido progride portanto o ataque dos Sun Devils vai ter bons problemas esse ano. Na defesa, o DE Dexter Davis garante um bom pass-rush, bom RBs sempre fazem bons números contra a defesa. O LB Mike Nixon e o S Troy Nolan garantem um bom pass coverage.

 

Califórnia Golden Bears: A tradiconal faculdade tem um time forte e talvez seja a priincipal adversária de USC no titulo da Conferencia. 

Principais perdas: C Alex Mack,  TE Cameron Morrah e LB Zack Follett. 

Principais destaques: RB Jahvid Best, WR Nyan Boateng, OT Donovan Edwards, DE Rulon Davis, ILB Anthony Felder, CB Syd’Quan Thompson 

Com um time forte e a base mantida, California vem forte esse ano. Embora, o QB Kevin Riley não consiga se firmar como titular indiscutível, o ataque de Cal é otimo com o excelente RB Jahvid Best, a OL embora tenha perdido Alex Mack ainda é top. Na defesa, o 3-4 é sólido tendo o ótimo DE Rulon Davis e o ILB Felder como destaques. E na secundária o otimo CB Syd’Quan Thompson é o grande destaque.

 

Oregon Ducks: O time que tem nível de top 15, busca superar seus problemas ofensivos e se manter em alto nível. 

Principais perdas: C Max Unger, S Patrick Chung, CB Jairus Byrd, RB Jeremiah Johnson 

Prinicipais jogadores: RB LeGarrette Blount, QB Jeremiah Masoli, TE Ed Dickson, DE Will Tukuafu 

A força do time é seu jogo corrido com o RB Blount e seu QB Masoli que fez um ótimo ano em 2008 e deve ter mais uma boa temporada na defesa, apesar de poucos nomes conhecidos os LBs são bons alem do DE Tukuafu que garante um bom pass-rush, entretanto a secundária é bem fraca sendo uma das 10 piores da NCAA em jardas ano passado e perdendo Byrd e Chung só tende a piorar.

 

Oregon State Beavers: O time que surpreendeu os EUA ao vencer USC, busca mostrar que não é uma zebra total e chegar a um bowl importante. O RB Jacquizz Rodgers, destaque do histórico jogo contra os Trojans mostra-se um dos top RB da América e vai liderar esse ataque. O QB Lyle Moevao não passa tanta confiança e espera ter um ano melhor que o anterior. A defesa perdeu nada menos que 8 jogadores e deve sofrer um bocado esse ano e os remanascentes Patrick Henderson e Tim Clark são as esperanças.

 

Southern Califórnia Trojans: A atual tricampeã do Rose Bowl vem renovada, entretanto sem perder muita força. 

 Principais perdas: QB Mark Sanchez, WR Patrick Turner, DT Fili Moala, DE Clay Matthews, LB Brian Cushing, LB Gary Matthews, LB Rey Maualuga 

Principais jogadores: QB Matt Barkley, WR Damian Williams, OT Charles Brown,  S Taylor Mays 

Como um time que perdeu pelo menos 11 jogadores tidos como top pode estar cotado para brigar pelo titulo esse ano? Simples, tendo o melhor rerutador da NCAA o HC Pete Carroll que fez mais um otimo recruiting segundo especilistas e trás USC forte novamente. O QB Freshman Matt Barkley será o starter tendo bons WRs como alvos e o bom RB C.J. Gable. Na defesa problemas devido a perda de muitos jogadores já que embora o recruiting tenha sido bom, seja difícil substituir a altura.

 

Stanford Cardinal: Desde que o técnico Jim Harbaugh chegou, Stanford tem feitos progressos, e nesse ano a expectativas é uma campanha positiva e a participação em algum bowl. A grande força do time é o RB Toby Gerhart que vai ser o cara do ataque com a saída do outro RB Anthony Kimble. O QB Tavita Pritchard não consegue ser regular e pode ser barrado pelo freshman Andrew Luck. Na defesa, a volta de 8 titulares é a boa noticia. O LB Clinton Snyder é o grande destaque embora o time ceda muitas jardas terrestres.

 

UCLA Bruins: A grande força da equipe é a defesa, com o DT Brian Price e o LB Reggie Carter como destaques embora o pass-rush precise melhorar. O ataque é bem fraco, o QB Kevin Craft é bem fraco, e com a saída do RB Kahlil Bell as coisas tendem a piorar. Os WRs Taylor Embree e Terrence Austin podem ter bons anos se Craft conseguir ser decente. UCLA almeja uma campanha digna já que bowls são um sonho distante.

 

Washington Huskies: O que dizer de um time que perde os 12 jogos que faz na temporada? O QB por incrível que pareça, é bom e está recuperado da lesão que sofreu. Jake Locker se tiver alvos decentes pode fazer bons jogos e levar o time a uma vitória os WRs são mediano mas a OL é bem fraca. A defesa também é fraca embora os LBs não sejam tão ruins, E.J. Savannah e Mason Foster são as esperanças de uma defesa que tenta melhorar. O Pass-Rush vai ser o termômetro da defesa.

 

Washington State Cougars: O time terminou 2-11 ano passado, mas é tão fraco quanto o Huskies. O ataque embora venha de um ano desastroso, tem potencial. Kevin Lopina deve ser o QB por falta de concorrentes mas não anima. O WR Brandon Gibson é o único bom nome desse ataque e deve ser o grande alvo. A OL que tem o C Kenny Alfredo deve melhorar. Na defesa, a secundária é decente tendo os bons safeties Xavier Hicks e Chima Nwachukwu, mas contra corridas o time tem problemas tenso no LB Louis Bland esperança de melhora.





Matt Barkley confirmado como titular de USC

27 08 2009

O QB Matt Barkley que é Freshman foi confirmado hoje por USC como titular pro Opening Day. O esperado era que Aaron Corp fosse o titular, mas este quebrou um osso do joelho nos treinamentos e perdeu espaço.

Barkley é considerado o principal QB entre os recrutados nesse ano e será o primeiro freshman sem redshirt a ser titular de USC no Opening Day.





Sem concorrentes

23 08 2009

A SEC East podia nem jogar esta temporada, não?

Não deveria o comissário da SEC, Michael Slive, entregar o troféu para o defensor do campeonato, Florida Gators, no dia 5 de setembro? Isso seria menos constrangedor do que Charleston Southern, uma zebra por 73 pontos, segundo as apostas de Las Vegas, enfrentar Gators e tomar uma surra.

A SEC deveria cancelar os cinco jogos de Florida contra a SEC East e colocar jogos contra times da FCS e Sun Belt Conference, ou então, dar as primeiras 13 semanas de bye para Florida antes de jogar contra Alabama, LSU ou Ole Miss no SEC Championship Game no Georgia Dome em Atlanta.

Com o Quarterback Tim Tebow voltando pra sua temporada de senior, junto com todos os titulares da defesa do ano passado, não se tem tanta certeza de uma coisa na SEC há muito, muito tempo.

Os Gators vão ganhar a SEC em 2009, e não será nem por pouco. Está apenas para Florida decidir o quão dificil será.

“Com o sucesso que tivemos, os 2 titulos nacionais, sabemos que o caminho do hype não nos levará a lugar nenhum.” falou Ryan Stemper, LB de Florida. “Nós temos que focar em todos os adversários, em todos os jogos.”

Depois de dois títulos em três anos, basta saber agora se Florida será capaz de não perder a concentração e acabar sendo derrotado para algum time como Ole Miss de novo, e conseguir realizar a temporada perfeita.

A SEC East é apenas uma formalidade, todos sabem que Florida vai acabar o ano onde começou, no topo da divisão.

Não se esqueçam, ano passado, Georgia com jogadores sensacionais no ataque como Matt Stafford, Knowshon Moreno e Mohamed Massaquoi, um time que era apontado por muitos antes da temporada como favoritos ao título, foi masscrado por Florida, 49-10.

“Nós estamos sempre motivados pra ganhar a SEC East.” disse o técnico de Georgia, Mike Richt. “Não me importo quem é a escolha da mídia antes da temporada, quando entramos no campo todos tem chances.”

Mas parece que dessa vez a mídia não vai errar.

Georgia pode sim ter uma boa temporada, nove, dez vitórias, e quando chegar para enfrentar Florida perder por… 40 pontos? Com suas principais armas indo para a NFL, Georgia conta com um QB inexperiente e muitos running backs que não provaram nada ainda.

“Nossa meta é ganhar o título da SEC” disse Tebow. “Essa é a nossa primeira e principal meta no momento, essa é a conferência mais forte do college, depois teremos a oportunidade de ganhar o ‘prêmio maior’ “.

E eles vão ganhar.





2009 NCAA Rankings: Preseason

22 08 2009

A Associated Press divulgou o seu primeiro ranking para essa temporada mostrando quais são as principais forças após a offseason. Como esperado Florida e Texas encabeçam o ranking.

AP Top 25

Ranking Team Pontos

1. Florida (58) 1498

2. Texas (2) 1424

3. Oklahoma 1370

4. USC 1313

5. Alabama 1156

6.Ohio State 1113

7. Virginia Tech 1054

8. Mississippi 1047

9. Oklahoma State 989

9. Penn State 989

11. LSU 914

12. California 746

13. Georgia 714

14. Boise State 659

15. Georgia Tech 593

16. Oregon 587

17. TCU 521

18. Florida State 307

19. Utah 289

20. BYU 267

21. North Carolina 261

22. Iowa 229

23. Notre Dame 225

24. Nebraska 207

25. Kansas 134

Também receberam votos: Oregon State 122, Illinois 105, Pittsburgh 103, Michigan State 100, Rutgers 83, Texas Tech 76, West Virginia 57, Cincinnati 44, Clemson 42, Miami (FL) 40, East Carolina 30, Tennessee 15, Arizona 13, North Carolina State 10, Boston College 9, Central Michigan 7, Auburn 7, UCLA 7, Northwestern 5, South Florida 3, Southern Miss 3, Vanderbilt 3, Missouri 3, South Carolina 2, Nevada 1, Arkansas 1, Houston 1, Troy 1, Tulsa 1.

 

Obs.: Entre parenteses, o números de votos que o time recebeu para o 1º lugar.





Prévias das divisões: Big 12

15 08 2009

Continuando as prévias com a Big 12: 

North Division:

 

 Colorado Buffaloes 

 Pontos Fortes: Tem um dos melhores grupos de Running Backs de toda a NCAA, com Demetrius Sumler, Rodney Stewart e Darrell Scott, este último amplamente considerado o melhor RB da classe de 2007. Tem um dos melhores TE da conferencia, Riar Greer, quase todo sua OL volta para mais um ano, apenas o Center Daniel Sanders saiu e tem um dos mais talentosos grupos de LB da Big 12, com Jeff Smart a comandá-los. 

Pontos Fracos: Na DL o time terá sérios problemas, três titulares não voltam para a temporada, sendo que dois prováveis substitutos são calouros. Seu melhor jogador que retornaria para o time, WR Josh Smith, pediu transferência, agora o time está carente de um Playmaker. Não ter um QB definido como titular absoluto é outro grande problema. Além disso, os chutes não são muito confiáveis, erraram 8 Field Goals seguidos em 2008. 

O que esperar: Nada de mais. Nos últimos três anos o ataque do time esteve entre os três piores da conferência, devido ao seu jogo aéreo ser uma vergonha. Seus três primeiros jogos são fáceis mas quando os jogos intra-conferência começarem as coisas ficarão mais difíceis, um recorde de 50%(6-6) é o mais esperado para o time.

 

                                    Iowa State Cyclones 

Pontos Fortes: Difícil nomear um. Talvez seja o retorno de 9 titulares de ataque, mas o grupo de RB é razoavelmente bom e o de WR mostra futuro. Terão um novo coordenador ofensivo, Tom Herman que deve mudar o ataque para uma Spread-Offense, é a chance do QB Austen Arnaud mostrar seu talento.

 Pontos Fracos: São vários, o principal é que têm uma defesa bastante jovem que sofre quando tem que marcar individualmente. Problemas que só devem aumentar já que sua DL foi refeita e continua tendo problemas para pressionar o QB.

 O que esperar: O pior. Apesar da chegada do novo HC Paul Rhoads, que era DC de Auburn, o time foi o pior da conferência inteira ano passado, coisa que deve se repetir esse ano. Se o time conseguir ganhar mais que três jogo já será um feito.

 

                                   Kansas Jayhawks

 Pontos Fortes: O QB Todd Reesing, que adora correr, tem à disposição mais talentos agora em seu último ano do que em qualquer outro. Os seus dois melhores WR, Dezmon Briscoe e Kerry Meier voltam para mais um ano, assim como o RB Jake Sharp que marcou 12 TD ano passado. Na parte defensiva, seus 4 DB’s titulares voltam para mais um ano.

 Pontos Fracos: Todos os LB titulares se foram, a Defensive Line é muito jovem, inexperiente e fraca contra o jogo corrido. E o pior de tudo é que Reesing é um injury prone, e fica difícil prever se joga a temporada inteira.

 O que esperar: Se Todd for bem e não se lesionar e a defesa se mostrar consistente, o time é o favorito para ganhar a divisão norte e ir para a final da Big 12. Alguns consideram candidato ao título nacional, e eles têm uma grande chance de provar que são bons no dia 24 de Outubro, quando viajam a Oklahoma enfrentar os Sooners. Terminam com pelo menos 9 vitórias se tudo der certo.

 

                                    Kansas State Wildcats

 Pontos Fortes: O grande treinador Bill Snyder está de volta, ele que construiu o programa do nada algum tempo atrás. O Front 7, grupo da DL e LB, melhorou muito e pode dar trabalho aos potentes ataques da Big 12. E o WR Brandon Banks é a grande arma do ataque, ano passado chegou a 1000 jardas recebidas.

 Pontos Fracos: Substituir o QB Josh Freeman que se mandou para a NFL é o grande desafio do time, não se pode esperar muito de nenhum provável substituto. Para piorar o grupo de RB deixa a desejar, são todos novos e baixos, o que dificulta as coisas. E ainda não têm uma grande defesa para sustentar o ataque.

O que esperar: Apesar da volta do ídolo Snyder, não se pode esperar muito do time nesse primeiro ano, o time teve grandes perdas e as reposições são bem inferiores. O time deve terminar 6-6 ou menos.

 

                                    Missouri Tigers

Pontos Fortes: O LB Sean Weatherspoon é um dos favoritos para ganhar o prêmio de melhor LB da liga. Seu grupo de RB é bom, com Derrick Washington sendo aparado por De’Vion Moore. A saída do QB Chase Daniel deveria ser fortemente sentida, mas Blaine Gabbert é tido como o substituto ideal, pois é talentoso, tendo um forte braço e sabe correr muito bem.

Pontos Fracos: O tempo de transição de um QB de High-School para um de College é a grande duvida sobre Gabbert, se esse tempo for um pouco maior que o esperado poderá custar algumas vitórias importantes ao time. O WR Jeremy Maclin e o TE Chase Coffman estão na NFL agora e faz com que o time saia dos 25 favoritos para ganhar o título nacional. Mas o pior problema é ter que reconstruir a defesa, já que sete titulares se debandaram.

 O que esperar: Uma considerável queda dos atuais campeões da North Divison. Blaine se mostrou bem no spring camp o que melhora as espectativas, mas nada de muito animador. O time não deve conseguir acompanhar o ritmo de Kansas e Nebraska, terminando a temporada num modesto 7-5.

 

                                    Nebraska Cornhuskers

Pontos Fortes: O All-American DT Ndamukong Suh está de volta e vai comandar a excelente defesa do time, que teve entre as três lideres de todas as estatísticas da conferência, ano passadas. E Alex Henery é o melhor kicker da hisória da universidade.

 Pontos Fracos: Vai ser tenso para os torcedores quando o jovem QB Zac Lee entrar em campo, isso porque ele só arremessou dois passes em sua carreira no College, mas é o QB menos inexperiente à disposição do time. Além disso os titulares nas posições de WR e LB serão todos trocados, pois os titulares, todos, formaram.

 O que esperar: Que sejam os grandes concorrentes de Kansas pela briga da North Division. A defesa parece mais forte que ano passado e deve suportar uma eventual queda de rendimento do ataque. O grande desafio será no dia 14 de novembro, quando terão que viajar para Kansas enfrentar o principal concorrente, o jogo será tido como a final da divisão, dependendo do resultado terminam 8-4 ou 9-3 se prevalecer a lógica.

 

 

South Division:

 

                                    Baylor Bears

Pontos Fortes: O QB Robert Griffin se mostrou muito versátil em seu primeiro ano, o que o fez ser eleito para o Freshman All-American. Seu braço forte e suas pernas rápidas o fazem perfeito para o esquema Spread-Offense do time. Além disso os Defensive Backs só têm a melhorar nesse ano.

Pontos Fracos: A Offensive Line será toda refeita, e substituir o first-round no Draft da NFL, T Jason Smith, será muito difícil e uma queda de rendimento já é esperada. Além disso a DL enfrenta problemas para produzir sacks e terão dois novos Defensive Tackle.

 O que esperar: Facilmente, este pode ser apontado como o melhor time da universidade em 15 anos, quando foi a ultima vez que o time jogou um Bowl. Ano passado perderam três jogos por menos de 7 pontos, então uma melhora em seu record de 4-8 ano passado é esperado. Terminam o ano em 6-6 ou até mesmo 7-5.

 

                                    Oklahoma Sooners

Pontos Fortes: O QB Sam Bradford, vencedor do Troféu Heisman ano passado, está de volta e com ele o TE Jermaine Gresham e os RB talentosíssimos DeMarco Murray e Chris Brown. Todos os titulares do F7 estão de voltam e cinco deles, English, McCoy, Beal, Reynolds e Lewis, são fortes candidatos ao All-American.

 Pontos Fracos: A Offensive Line é o grande problema do time, já que ela será praticamente refeita. Quatro dos cinco titulares saíram do time e a reposição será feita com jovens jogadores. Outro problema está na defesa, a secundária tem problemas em parar jogadas longas e precisar ser mais consistente.

 O que esperar: Que sejam, ao lado de Texas, os grandes favoritos para ganharem a divisão e chegar no BCS Championship, a final nacional. Ao contrário do ano passado, tem o calendário um pouco mais difícil que o de Texas, tendo dois jogos cruciais contra Oklahoma State e .seu principal concorrente. Terminam entre 10-2 e 12-0.

 

                                 Oklahoma State Cowboys

 Pontos Fortes: Um dos times mais bem equilibrados ofensivamente, somando as duas ultimas temporadas, ganhou mais de 3mil jardas, tanto aéreas quanto terrestres. O QB Zac Robinson, o RB Kendall Hunter e o WR Dez Bryant são fortes candidatos ao Troféu Heisman. Defensivamente, o grupo de LB é o responsável pela maior qualidade do time.

 Pontos Fracos: A secundária que já era muito boa, volta um pouco pior esse ano, já que apenas Perrish Cox permaneceu no time. A DL foi a pior em números de sacks da Big 12 ano passado, o que representa um grande risco ao time numa conferência de fortíssimos ataques. Além disso, Dez Bryant precisa de um companheiro para receber urgente, já que o TE Brandon Pettigrew está na NFL agora, caso Dez seja anulado por uma secundaria, o time ficará em apuros.

 O que esperar: Que pelo menos ameace os Sooners e os Longhorns na briga pela Big 12. O time enfrenta OU fora de casa, mas pega Texas em seus domínios, o que pode fazer o time terminar 11-1 no ano, mas o mais provável é 9-3 ou 10-2.

 

                                    Texas Longhorns

Pontos Fortes: O vice-campeão do Heisman ano passado, Colt McCoy, está de volta para comandar o time de Austin e com ele mais 15 titulares, sendo 8 no ataque e 7 na defesa. Se o time ano passado quase chegou à final nacional, esse ano está mais forte do que nunca. Com Jordan Shipley voltando para fazer dupla com McCoy e a OL, a melhor disparada da conferência com apenas uma perda, dando todo o tempo do mundo à Colt, o ataque aéreo do time é quase imbatível. Além disso, Sergio Kindle foi movido para DE e é a esperança de fazer com que a DL seja líder em sacks denovo.

Pontos Fracos: Brian Orakpo foi para a NFL e mesmo que a reposição seja boa, será sentida sua saída. O QB do time é o líder em jardas terrestres e algum RB precisa se destacar esse ano. Por fim, o TE #1, Greg Smith, é usado praticamente só para bloqueio, se for usado um pouco mais para receber será um importante fator surpresa para o time.

O que esperar: O time terá dois importantíssimos jogos, que precisará ganhar, para provar que deveria ter ido à final ano passado. Dia 17 de outubro enfrenta Oklahoma Sooners em campo neutro, em Dallas, no Cowboys Stadium, duas semanas depois, dia 31, viaja à Oklahoma para enfrentar OSU. Se ganhar os dois vai à final nacional certamente, mas se perder os dois, da adeus ao titulo. Para deixar os torcedores mais confiantes, este ano o calendário é muito mais fácil que ano passado, os non-conference games, que são jogos contra times de fora da conferência são bem fáceis e não deve trazer desgaste ao time para a sequência do campeonato. Por último, o time fecha a Regular Season contra seu arqui-rival, Texas A&M dia 26/11, e caso cheguem 11-0 nesse jogo, será uma motivação extra aos Aggies acabar com as esperanças de seus rivais. Acredito que o time vence todos este ano, terminando 12-0.

 

                                    Texas A&M Aggies

Pontos Fortes: O QB Jerrod Johnson melhorou muito na última temporada, batendo o recorde da universidade com 21 TD, se seu desempenho continuar a crescer, o ataque do time estará em boas mãos, já que ele conta com um bom grupo de RB e WR.

 Pontos Fracos: É fácil definir o que tem feito a tradicional universidade cair vertiginosamente. Ninguém, e não encare como uma hipérbole, está bloqueando ou “tackleando”.  A OL sofreu 39 sacks, 23 sacks a mais que a defesa levou, o jogo corrido não tem conseguido trabalhar e alguns dizem que o QB está correndo risco de vida por tanta pancada que ele leva. Para piorar, a defesa foi a pior em quase todas as estatísticas, considerando todas as universidades do país.

 O que esperar: O único objetivo do time é atrapalhar as esperanças de título de Texas, coisa que fazia com maestria e ultimamente não consegue impor respeito nenhum. Se Oklahoma depender da ajuda dos Aggies na última rodada, não conseguirão nada. O time deve terminar 4-8, mas só porque os non-conference games são contra times ridículos.

 

                                    Texas Tech Red Raiders

Pontos Fortes: Apesar de grandes perdas, o ataque continua forte com o novo QB Taylor Potts, que tem um braço bem forte. O grupo de WR é bem consistente e os Ofensives Tackles são dignos de elogios. Já a defesa enfrenta problemas e o grupo de LB é o que se destaca.

Pontos Fracos: A perda do QB Harrell e do WR Michael Crabtree é muito forte, e apesar de boas reposições uma eventual queda de rendimento já é esperado. Na defesa também ocorreram perdas importantes, inclusive dos dois safities titulares. O pass-rush do time também precisa melhorar significativamente.

 O que esperar: O time está numa temporada de transição, após a perda dos dois principais jogadores, com isso o algoz dos Longhorns ano passado, (ganharam do time no último segundo) deve ser mero figurante, terminando em 7-5.

                                  

                                   Big 12 – Previsão Geral da Conferência.

 

O ANO DA REVANCHE.

 

Mais uma vez os times da Divisão Norte parecem não ser páreos para os principais times da Divisão Sul, com isso o título deve mesmo ficar entre Texas, Oklahoma e quem sabe até mesmo Oklahoma State. Essa disparidade só serve para acirrar a rivalidade entre Longhorns e Sooners. Para deixar o jogo do dia 17 de outubro em Dallas mais importante ainda, ano passado aconteceu uma das maiores confusões da NCAA. Tivemos um empate triplo, entre Texas, Oklahoma e Texas Tech, o primeiro critério de desempate era o confronto direto, mas eis que surge o problema, Texas ganharam de Oklahoma que ganharam de Texas Tech que ganhou de Texas. O segundo critério era o ranking da BCS e por uma diferença menor que 0.02, numa pontuação que vai ate 1.0, os finalistas foram Oklahoma, mas Texas venceram-nos por uma diferença de 10 pontos e todos consideravam que eles deveriam ser os finalistas. Ou seja, Oklahoma quer se vingar da derrota na Regular Season, mas Texas quer provar que quem deveria ter ido para a final nacional era o time de Austin.

Mas não podemos focar apenas nesse jogo, precisamos lembrar que Oklahoma State recebe Texas em casa e podem aprontar uma surpresa e partir para cima dos Sooners um mês depois.

 

Sobe e Desce

 Sobe:

      À rivalidade entre Sooners e Longhorns,que faz com que a liga seja a mais visada por todos este ano.

      Ao time de Oklahoma State, que não era ruim, mas que conseguiu melhorar mais, à ponto de ameaçar OU e Texas.

      À Kansas Jayhawks que melhorou ao longo da temporada passada e já são considerados favoritos para esse ano na divisão norte.

 Desce:

      Ao programa de Texas A&M que só vem afundando ainda mais a tradicional   universidade.

      Ao time de Missouri que era lembrado ano passado como possível campeão da Big 12, mas que só vem decepcionando. Apesar de ganhar a North Division, não impôs dificuldades à Oklahoma na final e este ano não deve fazer nada de mais.

      À Iowa State que é muito pior que muitos times da High-School e da Division II da NCAA.





Prévias das divisões: SEC

12 08 2009

Iniciando uma série de prévias das principais conferencias da NCAA, a conferencia do atual campeão Florida Gators. A Southeastern Conference ou simplesmente SEC.

 Favoritos:

Florida Gators: Campeão nacional de 2 das ultimas 3 temporadas e comandado por Tim Tebow que se despede do College, o Gators vem mais uma vez almejando o titulo nacional. 

Principais perdas para o Draft: WR Percy Harvin, WR Louis Murphy, TE Cornelius Ingram. 

Destaques do time: QB Tim Tebow, RB Jeff Demps, DE Carlos Dunlap, MLB Brandon Spikes 

O grande obstáculo do Gators esse ano deve ser a consistência de seu ataque que perdeu peças importantes e deve perder rendimento, Aaron Hernandez e Jeff Demps devem ser os principais alvos de Tebow em seu Option. Na defesa, perdas que devem ser pouco sentidas, o Pass-Rush é bom com os ótimos Carlos Dunlap e Jermaine Cunningham, o grupo de LBs é consistente e na secundária Ahmad Black se destaca pelo alto número de interceptações.

 

Alabama Crimson Tide: Sensação da última temporada com um bom ataque e uma defesa consistente, a equipe vem entre as principais do país mais uma vez mostrando que pode brigar mais uma vez por uma vaga no BCS Championship Game. 

Principais perdas para o Draft: OT Andre Smith, RB Glenn Coffee, C Antoine Caldwell, FS Rashad Johnson. 

Destaques do time: QB John Parker Wilson, WR Julio Jones, NT Terrence Cody ILB Rolando McClain, ILB Bobby Greenwood 

Com um ataque forte que sofreu algumas perdas na OL, o Crimson Tide deve apostar suas fichas no Sophomore Julio Jones que teve um excelente ano Freshman e mostra que vai ser um Top WR no futuro, no jogo corrido agora sem Coffee a equipe vai ter mais dificuldades no jogo corrido que pode diminuir um pouco o poder de fogo do time. Na defesa, o 3-4 do time segue forte um uma defesa ótima contra corridas e um pass-rush bom. Na secundária a perda de Rashad Johnson pode ser bastante sentida.

 

Mississippi Rebels: Um time forte com um excelente QB que vem como 3ª força da SEC e busca surpreender para conseguir uma vaga num importante bowl. Essa é Ole Miss. 

Principais perdas para o Draft: WR Mike Wallace, OT Michael Oher, DT Peria Jerry, S Jamarca Sanford 

Principais destaques do time: QB Jevan Snead, WR Shay Hodge, CB Kendrick Lewis 

Jevan Snead é tido como o 2º melhor QB dessa classe de 2010 do Draft a frente até mesmo do badalado Tim Tebow, isso é fruto de ótimos números a frente de um ataque bom porém não Top em um sistema parecido com o da NFL. Na defesa, um esquema sólido com poucos destaques individuais porém um conjunto forte.

Podem brigar:

 Geórgia Bulldogs: A universidade do atual 1st overall pick do draft da NFL, vem pra essa temporada tentando remontar o time e ter uma campanha postiva nesta complicada divisão. 

Principais perdas para o draft: QB Matt Stafford, RB Knowshon Moreno, WR Mohamed Massaquoi, CB Asher Allen

 Principais destaques: WR A.J Green, MLB Rennie Curran, CB Reshad Jones.

 Após perder a espinha dorsal de seu ataque, o Bulldogs que deve ter Joe Cox como QB este ano tem como objetivo se qualificar a algum bowl. Essa temporada servirá pra dar um padrão de jogo ao time que deve voltar mais forte em 2010. Na defesa, os destaques permanecem, entretanto a DL não é tão forte e não pressiona muito os QBs adversários.

 

Kentucky Wildcats: Após uma boa temporada com a conquista do Liberty Bowl, os Wildcats mantem a base e  buscam outra campanha forte esse ano.  

Principais perdas para o draft: DT Myron Prior e DE Jeremy Jarmon 

Principais destaques: QB Mike Hartline, OLB Braxton Kelley, MLB Micah Johnson. 

O time de Kentucky se baseia no QB Hartline e num revezamento de RBs. A OL é muito forte e permite poucos sacks alem de abrir buracos para boas corridas. Na defesa, a DL vem renovada para esse ano, mas o resto da defesa se manteve e deve ter um bom ano.

 

LSU Tigers: Após perder o status de favorita que tinha nos últimos anos, LSU busca voltar ao topo com um Jarrett Lee, um QB que prometia muito e até agora fez pouco. Um dos principais programas da NCAA, sofre com a falta de estabilidade do time. O QB Lee tido com uma das futuras estrelas da NCAA não se acerta, assim Charles Scott acaba sendo o principal jogador desse ataque.  Na defesa faltam grandes jogadores principalmente no Front-Seven.

Azarões:

Arkansas Razorbacks: Após perder os principais jogadores do time e fazer uma temporada fraca, os Razorbacks tentam se reerguer com o QB Ryan Mallett que após uma temporada sem jogar devido a problemas com álcool, mas nesse ano deve ser o titular da equipe. O RB Michael Smith vem de uma ótima temporada e deve fazer outro ano forte. Os WRs da equipe não são tão bons e devem limitar um pouco o trabalho de Mallett. Na defesa, o principal destaque é Malcolm Sheppard DT, mas a defesa com um todo é fraca e deve ter muitos problemas na forte conferencia.

 Auburn Tigers: De campanha semelhante ao Razorbacks, Auburn também não almeja muito na temporada. O RB Ben Tate é o destaque do time que tem o fraco Kodi Burns como QB, mas ele não inspira confiança e pode ser barrado por Chris Todd. Na defesa, desta que para o DE Antonio Coleman e o S Michael McNeil

Mississippi State Bulldogs: Um a das universidades mais fracas da SEC, Mississippi State busca uma campanha melhor que o 4-8 do ano passado. O QB Tyson Lee é fraco e protegido por uma fraca OL não pode fazer muito, o RB Anthony Dixon é o destaque desse ataque West Coast. Na defesa o LB K.J. Wright é o principal jogador.

 South Carolina Gamecocks:Um time mediano que não almeja muita coisa essa ano, o ataque é fraco e produz poucas jardas, o QB Chris Smelley não é ruim mas a OL e o grupo de receivers é fraco, lhe deixando sem muitas opções. Na defesa os destaques é o LB Eric Norwood que é bastante completo mas a secundária é fraca.

 Tennessee Volunteers: Mais um time mediano que não almeja nada além de brigas por um bowl secundário. Os Vols tem uma incógnita na posição de QB pois Jonathan Crompton e Nick Stephens se alternam na posição sem conseguir se formar. Com a perda de Arian Foster, o jogo corrido do time deve sofrer já que a OL não é muito boa e bloquea mal. Na defesa destaque para o LB Rico McCoy e para o ótimo Safety Eric Berry.

 Vanderbilt Commodores: Um time em situação parecida com a da do Volunteers, o Commodores vem buscando a definição do QB titular Mackenzi Adams e Chris Nickson brigam pelo posto. Contra Adams pesam os turnovers, enquanto Nickson é irregular. O WR Sean Walker é o principal nome do ataque sendo uma boa opção em lançamentos longos. Na defesa Patrick Benoist e Chris Marve se destacam.